quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Anjo dos olhos castanhos



Anjo, por que demoraste?
Meu anjo, por que partiste?
Anjo, não sabes como doeste
Meu doce anjo, o tempo não foi capaz

Vês minhas cicatrizes?
Anjo, apenas tu poderás curá-las
Vês minhas lágrimas?
Meu doce anjo, apenas tu poderás secá-las

Anjo, esteves presente eu meus sonhos
Meu anjo, me deste a coragem para torná-los reais
Anjo, só me pergunto
Meu doce anjo, por que não estavas ao meu lado?

Meu anjo dos olhos castanhos
Meu doce anjo, meu sonho de criança

Sabrina Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário